Páginas

Minhas Aventuras

"After climbing a great hill, one only finds there are many more hills to climb"
Nelson Mandela

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Meia Maratona de Amsterdã - 2011

Aconteceu ontem, dia 16/10, numa das cidades mais descoladas do mundo - Amsterdã - a Maratona da Mizuno.

Eu e a Martha decidimos fazer essa prova em Fevereiro para acompanhar o T [namorado dela] que ia fazer a maratona. A escolha dessa prova por nós foi feita pelos seguintes fatos: possui boas condições climáticas [ontem ficou entre 8-13ºC], é plana e possui uma meia maratona + 8k junto [ou seja, perfeito pra "família" e pra quem quer fazer tempo]. Sem contar que é em Amsterdã né, que cidade incrível....

O meu treinador gostaria que eu focasse por 4 meses nos treinos para essa meia, mas de cara eu falei que isso não ia rolar, que quando chegasse a prova eu ia dar meu melhor e ponto. Eu não quis abrir mão do que eu mais gosto [aventura, mtb...] justo quando está começando a ficar legal.

Mas dei uma estrapolada no volume de provas em Agosto, o que me afastou do asfalto por 2 semanas [fiz deep running para não perder condicionamento], + 1 voltando aos poucos + ultima semana de treino e + semana pré prova é leve. Ou seja, treinei mesmo até dia 13/08, 1 semana antes do Troféu SP que deu início à saga das 3 provas seguidas [aqui].

Me cuidei direitinho [dieta, fisioterapia, funcional, descanso..] e vim pra Amsterdã para ver o que seria possível, no maior espírito kamikaze rock'n roll. Pronta pra fazer força e ficar com o coração na boca do começo ao fim.

Chegamos na cidade na quinta-feira, tivemos 2 dias para conhecer um pouco, passear, fazer comprinhas e concentrar. Eu estava tensa, sem saber o que/como seria. Meu treinador me passou uma planilha pra 1h45 e disse que se eu não fizesse abaixo disso, para nem voltar pra casa haha. ok coach.

No sábado eu tive todos os sintomas possíveis, piriri, febre, dor de garganta, taquicardia, essas coisas de pessoas ansiosas. Passou. Dormi com tudo pronto.

Diferente da Maratona, que largou às 9h30, a Meia largou às 13h30 - PERFEITO. Já estava menos frio, eu, a Martha e a Eva estávamos descansadas e deu pra descontrair antes da prova assistindo a chegada da maratona e torcendo para os corredores cujos nomes estranhos tentávamos gritar em incentivo nos 500m finais. Deu pra se divertir.

Quando chegou a hora aquecemos um pouco e fomos para a largada. Lá encontramos com o resto da mulherada da MPR, todas animadíssimas, cada uma com sua meta pessoal. Eu, como sempre, parecendo uma boba alegre na largada pulando cantando falando besteira... ainda bem que a Eva é pior que eu, encontrei alguém mais pilhada ainda!

Bom, vou resumir. Fiz força pra cacildes e quando dei por mim, estava num estádio, sentada no gramado, sentindo dores diversas [daquelas que passam depois] e com o garmin pausado no 1h42m14s. Demorou até associar o que tinha acontecido, mas qdo caiu a ficha rolou a emoção, claro.

Aos poucos a mulherada foi chegando e pude dividir aquele momento maluco pós prova/mta força. A cara delas qdo eu falava meu tempo me fez ter mais noção do meu feito. Fui muito bem!

Lembro que 1 coisa passou na minha cabeça no km final: vou terminar esse negócio logo para fazer um tempo bom e nunca mais ter que fazer outra m... dessas!

E lembro de outra coisa que passou assim que dei conta do meu tempo: vou ter que fazer outra prova, pois posso fazer muito melhor!!!

Além de não ter treinado direito, essa prova tem o percurso muito estreito, tínhamos que ficar desviando das pessoas o tempo todo, andando na calçada etc [a largada não é por rítmo e sim por numeração e eu larguei lá atrás]. E os pontos de hidratação são curtos o que exige que você diminua muito o pace. Esses são os pontos negativos dessa prova.

Ah, e a entrada no estádio que me quebrou, eu tava indo fechar pra 1h41 alto achando que a chegada era na entrada do estádio mas quando entrei no sprint da morte descobri que tinha que dar a volta olímpica. Nunca xinguei tanto, eu quebrei! Me deu taquicardia e eu me arrastei até o pórtico. O tempo oficial ficou assim: 1h42m17s.

Agora é curtir o momento [que delícia...] e depois eu decido qual será o próximo desafio. Já tenho algumas idéias, mas ainda não decidi nada. We'll see!

 Fui!

Obs: fiz um post sobre o meu ponto de vista da prova em relação à estrutura, organização e etc AQUI


Café da manhã do dia da prova com a Má
Na chegada da Maratona torcendo pros nossos amigos
Otávio, amigo nosso, passando nos 500mts finais abaixo de 2h55
Pai passando sub 3hs com a família toda!!!
Rumo ao guarda volume - preparação pra largada
Pós prova, felizes, metas alcançadas!!!
Nosso amigo Dinho com os primos - ele tb foi muito bem!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário