Páginas

Minhas Aventuras

"After climbing a great hill, one only finds there are many more hills to climb"
Nelson Mandela

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Big Biker 2012

Ano passado fiz mais de 10 corridas em dupla e cada uma com um parceiro diferente. Esse ano, apesar de menos provas no calendário, não podia mudar a trandição e arranjei mais um parceiro pra amolar, o Xuxa!

Surgiu o convite para fazer o Big Biker e na hora senti o peso da responsa... ish, preciso treinar!!! O Xuxa dispensa comentários, certo? O cara nasceu em cima de uma bicicleta, já fez prova em tudo quanto é canto e conhece toooda turma.

Foquei meu treinamento na bike e fiquei mais tranquila quando ele me disse que estava sem pedalar há algum tempo, assim eu teria alguma chance de acompanhá-lo.

A primeira etapa do Big acontece/aconteceu em Itanhandu - MG. Desde que corri o Haka Race Passa-Quatro em Setembro que queria voltar para essa região e pedalar naquele visual deslumbrante. Durante o Haka nós erramos o caminho num trekking inicialmente de 21k (acabou tendo mais de 34) e ficamos no corte, não podendo fazer o trecho de pedal. Fiquei com aquilo entalado, queria voltar. Então... perfeito!

(só um parênteses, acho incrível como Minas Gerais é acolhedor. Sempre que tomo esse rumo me sinto bem vinda pela luz, pela paisagem, pelos vales que são mais profundos e extensos, parece um infinito palpável, louco né? E dessa vez não foi diferente, chegamos num fim de tarde lindo. A prova prometia...)
Alinhados para largada
Seriam 96km com algumas serras, sendo uma delas bem longa e sacrificante dado as circunstâncias. Depois dessa serra vinha um downhill divertido e pela frente, naquela hora que você pensa que está acabando, ainda faltavam vários kms de sobe desce até a chegada. Resumindo: DUREZA!


O ritmo da largada foi muito intenso e manteve-se assim por um bom tempo. No apoio constatamos que estávamos com a segunda colocação !!! e partimos pra tal da serra, que nos colocou em teste só pra nos lembrar do maldito off durante as férias.


Mas conseguimos superá-la e rumar a chegada sem ameaça dos terceiros colocados! :)


Conquistamos a segunda colocação, parceria show, super aprendizado pra mim, não apenas de ritmo, como de infinitas outras coisas. Valeu parceiro!!


Nós com a grande mestra teatcher Adri
Agora estamos na contagem regressiva para a 2ª Etapa do Big Biker que será no dia 27 de Maio em Taubaté. Essa prova promete ser ainda mais dura, mais subidas e ritmo bem puxado. Vamo que vamo!!!

quarta-feira, 16 de maio de 2012

FAAP Eco Adventure XVI - Pucón, Chile

Do dia 28 de Abril a 2 de Maio aconteceu o XVI FAAP Eco Adventure, desta vez na cidade de Pucón, no Chile, hospedeira do vulcão Villarrica.

Essa prova estava marcada para acontecer em 2009 mas foi cancelada por causa daquele terremoto violento que atingiu a região. Ou seja, esse evento estava sendo muuuuuuuuito aguardado!!!

Foram mais de 6 meses planejando, treinando e criando expectativas.

Eu e a Martha estávamos animadas, mas ao mesmo tempo não tínhamos ainda encontrado aquela motivação especial, sabe? Aquele toque mágico que ativa a engrenagem... E foi aí que uma amiga nossa deu a idéia de formarmos uma equipe inteiramente feminina! Aí sim!!!

Demorou bastante tempo até conseguirmos fechar o quarteto. A Michelle entrou para a equipe ainda com certa antecedência, mas só conseguimos conquistar a Bia em cima da hora, haja coração! E foi assim que nossa equipe 100% feminina, sintônica, bruta e de maior alto astral se formou! Nem dava pra acreditar!

Fui logo providenciar as meias rosas para marcarmos presença na corrida de aventura e já comecei a pensar num nome. O inicial era A.M.E. - As Mulheres da Equipe, mas logo alguém fez alguma piada e dela surgiu um novo apelhido: Equipe Algodão Doce! Aaaah que doce! Achamos bom pensarem que a gente era tão delicada assim, estrategie...

Foram 3 dias, 4 provas.

1ª prova: escalada do vulcão. Não foi muito competitivo já que todos andaram juntos o tempo todo e tivemos que dar meia volta sem nem atravessar o glaciar por causa do mau tempo. Mas foi uma experiência muito bonita e legal. Me deixou com vontade de escalar pra valer.



2ª prova: canoagem + trekking. As 4 largavam juntas, 2 corriam até o PC 1 na outra ponta da praia, 2 remavam até ele. No PC 1 trocava de posição e as duplas voltavam a se encontrar na chegada da canoagem, onde as 4 partiam para um tiro matador em areia vulcânica fofa rumo ao pórtico. Foi uma prova rápida que exigiu muita explosão e coordenação [eu caí algumas vezes...] sem contar com o frio, aquela água é gelada de verdade.


Conquistamos o 9º lugar! Essa foto acima ilustra bem o esforço do tiro final...

3ª prova: corrida noturna com navegação. A prova aconteceu na cidade e foi uma forma divertida de fazer um tour. No ônibus a caminho da largada nos entregaram um mapinha da cidade e atrás dele a lista de onde se encontravam os PC's. Não tinha como plotar o mapa, então fomos um pouco na decoreba para não perder tempo lendo e procurando durante a corrida. Cada PC se encontrava em um ponto diferente e assim percorremos os 4 cantos! Eu naveguei e carimbei os PC's - foi muito legal experienciar essa responsabilidade! As 4 mandaram mto bem na corrida e conquistamos o 6º lugar! Depois disso era comer, dormir e recuperar para a grande prova - a corrida de aventura - que seria no dia seguinte.


 4ª prova: corrida de aventura 61km. Foi um acorrida de aventura diferente do convencional, já que não havia necessidade de usar a bússola, plotar o mapa e navegar de verdade. Ela contou com as modalidades: canoagem no lago Villarrica, bike, trekking morro acima e abaixo, bike em estrada de terra linda, rafting congelante e radical! e outro trekking até a chegada.

Aquecimento da equipe Algodão Doce
Bom, temos muuuito o que contar dessa prova, foi uma experiência maravilhosa de equipe marcada por alguns imprevistos e uma pequena chateação no final, mas incrível e mto especial. Nada muda o que aconteceu de fato.

Saimos da canoagem na primeira "leva" e corremos para a transição da bike.


Não deu nem 1 km e a bike da Michelle começou a apresentar problemas. Perdemos muito tempo tentando encontrar uma solução e fomos passados por muitas equipes (caimos para 20ª colocação).

Quando finalmente demos um jeito voltamos pra prova com o intuito de acabar, sempre fazendo força, mas realmente achávamos que não tinha mais chance pra nós.

Quando chegamos no rafting, para a nossa enorme surpresa, descobrimos que estávamos em 6º lugar!!!! UAU!!!!


 Saimos do rafting para a perna final de trekking. Não encontramos o PC no local que esperávamos e, por não haver navegação na prova, achávamos que ele simplesmente não estava ali e corremos para a chegada. Para a nossa surpresa apenas 2 equipes tinham passado pelo pórtico!!! E sim, chegamos em 3º lugar!!!



Bom, é claro que essa história de PC deu o que falar e a verdade é que houve realmente uma grande falha na organização e muitas equipes foram prejudicadas por isso, mas a culpa não foi nossa e dessa vez a sorte estava a nosso favor.

Chegar em 3º lugar foi o máximo!!!

__
Esse evento tem alguma coisa que encanta a gente e não nos deixa parar de voltar, é engraçado isso... eu particularmente fiquei meio bodiada depois do stress, mas agora já estou ansiosa para o próximo e torcendo para que seja em um lugar bem legal.

Acho que no fundo o FAAP Eco Adventure é um grande encontro de amigos que podem, por 3 dias, brincar de sair da zona de conforto e testar um pouco de seus limites, mas sem deixar de levar tudo à sério. Não é uma corrida de aventura perigosa como muitas que vemos no circuito, ela não vale pontos e não participa de um ranking nacional, mas proporciona vivências que proporcionam crescimento, auto conhecimento e estreita laços (as vezes o oposto), enfim, marca.

E uma das coisas que eu conquistei nessa prova foi uma grande libertação: descobri que posso simplificar meus sonhos. Possibilidades menos complexas já me enchem de felicidade. Everest e anfins saem da minha lista de To Do Before I die.

Obrigados aos nossos "elementos" complementares que ajudaram de longe, torceram e apoiaram!

E que venha o próximo Eco!