Páginas

Minhas Aventuras

"After climbing a great hill, one only finds there are many more hills to climb"
Nelson Mandela

domingo, 30 de setembro de 2012

Brasil Ride - stage 6 - Mucugê-Mucugê

Esse estágio da Brasil Ride, na minha opinião, foi responsável por elevar seu nível de crueldade. O motivo é simples, sabe aquele trecho final que disse que era pior que o vietnã (subidona+areião+asfalto)? Então, depois de 80km socando bota em estradões, daqueles cheios de "costelas" (ou "cow ribs" como disse o tradutor do briefing) e falsos planos, REPETIMOS o percurso auschwitz do dia anterior. YES my friendz, wedidit. Foram 128 kilometros nessa etapa.
E nada tirava da cabeça do Xuxa o ataque aos Suiços. E pra ser sincera da minha tb não mas minha estrategie é ficar mais quietinha sempre, planejar na caixola e deixar as coisas fluirem... Logo na largada vimos que a pegada deles realmente era forte (a mão santa dele não largava ela) e deixamos eles irem. Ficamos num pelotão que tb não estava pra brincadeira tentando aguentar a pegada até o corpo pedir arrego.
Uma coisa muito legal que aconteceu foi que muitos duplas acompanharam de perto essa disputa com os Suiços e torciam por mim, me davam a maior força, ajudavam o quanto podiam.
Fiquei o máximo que pude nesse tiro e tentei com todas as minhas forças não largar deles, mas teve uma hora que não deu mais e tive que pedir pro Xuxa segurar um pouco. Ele estava numa sinuca de bico: ou ele me ajudava e se desgastava para que ficassemos no pelotão ou ele diminuia e colocava a cara no vento. E essa segunda opcao acabou prevalescendo.
Um novo pelotão se formou com quem vinha de tras, só que ninguem quis saber de nos ajudar dessa vez. Mto pelo contrario. E seguimos assim por um bom tempo.
Quando chegamos no 1• apoio ja estavamos moidos e resolvemos que seria um dia para pegar leve o máximo possível. Desencanamos de classificação e pedalamos para acabar com o sofrimento.
A chegada da serra final significava o conhecido, isso era bom. A dupla do Ceara nos alcancou e tentou um ataque, mas a gente tb não ia dar moleza. Atacamos 2 vezes e la pelas tantas combinamos de andar juntos ate o final, sem ataques. Yes, assim seria perfeito!
Só que.... uns fanfarrões apareceram pra acabar com o nosso sossego, esses sim no mais fiel espirito faca na caveira!! Era a Dedé e o Beto com mais uma dupla mista e outros marmajos aproveitando o vácuo deles. Tiveram um problema mecanico e quando voltaram pra prova estavam literalmente espumando, prontos pra engolir a piramba. E quando faltava aproximadamente 5km pra chegada nos passaram a no minimo uns 35km/h (amigos speedeiros, tentem pedalar a essa velo de mtb no asfalto com o vento na cara..). Oh God!
Olhei pro Xuxa, ele olhou pra mim e qdo eu olhei de novo vi que meu parceiro tinha encarnado o Cavendish. Ai caramba... Era pra ir pra morte!
OKAY.
Fomos num "pega" alucinante até a chegada. O Xuxa tentou puxar algumas fugas (acho q só serviram pra me quebrar hehe) e passamos a linha de chegada 1s atras dos nossos amigos Beto e Andrea Catani, e 1s na frente das outras duplas tb mto queridos. É, a mulherada não ta fraca não! Sabe, ate que foi divertido. Mas não recomendo isso em casa.

2 comentários:

  1. Parabéns por mais essa Vivi! Acompanhei tudo por aqui, vibrei e curti essa prova a distancia!
    Que venham muitas outras! Mais uma vez super parabéns para vcs dois! Muitos beijos e admiração!

    ResponderExcluir
  2. HEhehe... tá muito engraçado seu relato...
    Na sua pele não iria achar nada divertido, ia estar xingando até! kkk

    ResponderExcluir