Páginas

Minhas Aventuras

"After climbing a great hill, one only finds there are many more hills to climb"
Nelson Mandela

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Brasil Ride - stage 7 - Aleluia, final day!

Antes de falar dessa etapa preciso contar pra vcs sobre o garoto japones Yamamoto. Ele é o campeao de XC Ninja Samurai Nissan Sansei e é o maior Mister Simpatia da história do mountain bike! Ele fala um pouquinho de inglês e ganhou o amor de todos com seu jeito sorridente, bem humorado e super do bem. O Mario Roma (idealizador da Brasil Ride) o entrevistou no palco num dos dias e a cada frase a gente entrava em delírio rindo e gritando o nome dele. Yamamoto, Yamamoto, Yamamoto!

Dupla Daniel Carneiro e Yamamoto na chegada da Brasil Ride 2012
Essa introdução foi pra vcs entenderem a emoção da largada do ultimo dia.
Começamos com 15km de asfalto e todos estavam ali para derramar as ultimas gotas de suor existentes. Era pra gastar todo qualquer resto de energia remanescente no último fio de cabelo.
Estavamos muito concentrados, tentando não perder a roda, prestando atenção nos movimentos bruscos do pelotão, olhando pra onde ia o concorrente, analisando cada respiração e cuidando com os perigos daquela situação.
Eis que, de repente, a velocidade do 1• pelotao diminui bem, permitindo que o nosso chegsse neles. Grudamos. Parecemos uma colméia gigante de ciclistas. Bzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
E quando percebemos, no meio desse forte barulho dos pneus girando numa cadência firme e constante, um burburinho grave vindo la da frente começa a surgir..... e nos alcança como fortes ondas de energia. Aos poucos começo a ouvir melhor o que está acontecendo... TODOS GRITAM: YAMAMOTO, YAMAMOTO, YAMAMOTO, YAMAMOTO, YAMAMOTO, YAMAMOTO!!!!!
Fala sério!!! Inacreditável!!!! Brasileiros de 21 estados e ciclistas de 9 paises, etre eles República Tcheca, Romênia, Argentina, Espanha, Holanda, Portugal, Alemanha, Suiça, e por aí vai... todos ovacionando o campeão japonês Kohei Yamamoto. QUE DEMAIS!!!
Me diz se esse japa vai querer voltar pra casa depois dessa!!! (e das caipirinhas do Mario Roma!), foi simplesmente demais! Que legal!

Anyways.. voltando pro meu relato da última etapa, convém dividir que eu larguei com minha busina rosa de vendedor de algodão doce yeah!!! E sim, fiz uso dela durante a prova (quando deu, pq foi TENSO!).

Olha a buzinola aí
A 7a e ultima etapa da Brasil Ride 2012 consistia em um percurso de 58km com 5 trechos de single track, sendo 4 deles o prólogo. Largávamos para o asfalto, estradão com areião, single com downhill, cruzava estrada, single animalesco plano e fluido super 10, estradão socação mór sem cow ribs mas com muitas erosões perigosas e tensas, asfalto de volta até iniciarmos todo prólogo que fizemos no 1º dia.

Saímos colados nos Suiços e conseguimos deixá-los pra tráz quando o percuso começou a ficar técnico (areião) e a partir daí cada segundo contava. Nossa, foi duro! Eu estava cansada desse clima de competição, por mim combinávamos todos de andar juntos, como no final do Tour du France. Champagne, abraços, sorrisos. Mas não, lá o bixo tava pegando, era pra encarar o negócio na brutalidade, sem "joao clebismo" como dizem nossos amigos mineiros. E assim foi.

Chegamos no prólogo com os portugas e com a Dedé e o Beto. A Gantuá estava ali com a gente tb. Ficamos juntos por um trecho. No penúltimo single do prólogo a Dedé e o Beto abriram de nós (eu ainda me enrosco um pouco nessas partes) mas conseguimos passar 2 equipes. No asfalto chegamos nos Romenos e fizemos a última subida com eles, entramos juntos no último single. Mas eu já não tinha mais forças, não conseguia mais puxar a bike para vencer as pedras, meu ombro já estava pedindo arrego pelo tombo do segundo dia. Como diz nossos amigos Super e Men, "é o que temos".

Enquanto o Xuxa zerava o final do single eu desci cautelosamente dando passagem para os prós. Agora sim faltava pouco, agora sim eu estava empolgada, essa brincadeira estava no final, finalmente!!! Pedalamos forte para a linha de chegada - mas não sem antes sofrer nos metros finais naquela pedra história do centro de Mucugê (aaarg).

Nesse interim ainda ouvi do Xuxa: "vai logo que tá contando tempo". hahahaha quase dei um chute pro lado. tsc tsc...

Cruzamos a linha, acaboooooou!!!!!!!!


Acabou cacilda!!!!!! Wehiiiiiiiii
Over!

Ficamos em 6º lugar na colocação final de duplas mistas e em 55º na geral, um resultado fantástico!!!

Foram 34h56min55s de prova!

Ah, aí vai uma referência pra vcs, os Portugueses Luis Pinto e Thiago (fofos!) ganharam a Brasil Ride com 23h24. Okay? Deu pra entender o ritmo da galera profissa?

Bom, ainda estou digerindo toda experiência para poder dividir aqui o que está se passando. Por enquanto posso dizer que é uma mistura de exaustão e cansaço com sensação de realização, felicidade, maturidade e consistência.


Agradeço ao meu anjo Santiago que protegeu nós dois e nossos amigos. Ninguém se machucou feio e todos estão voltando pra casa com muita história pra contar.

Agradeço aos meus pais e avós que me apoiam e acompanham tudo. Aos amigos (ciclistas e não ciclistas) que torcem, à queridíssima treinadora Adriana Nascimento que dispensa comentários e aos apoiadores Kailash, Gorgeous, Caçula de Pneus e GU/Honey Stinger (nossa fonte oficial de energia!).

Também agradeço à toda galera do apoio da Shimano que me ajudou a cuidar da minha filha para que nós pudessemos ser uma dupla imbatível! Valeu Shimano Team!!!

Enfim, estamos todos aliviados de voltar pra casa.

Xuxa, Adri, Dani, Men, Man, Junior, Gusmão,  Lica, Su, Arthur, Grazi, Alexa, Telma, Paulão, Carlinha, Pedrito, Danny, Paulo, Marcos e Pajé, vencemos pessoal! Parabéns pra nós!!

Agora faz favor de assistirem a novela para termos assunto no GLP (giro leve no plano) de amanhã na USP, OKAY? Well, you know...
rsrs
FUI!

2 comentários:

  1. Vivi, que experiencia, não? Que semana intensa e maravilhosa! Eu jamais esquecerei o que aconteceu no Brasil Ride de 2012. Obrigado pelo carinho! Bjs, Arthur

    ResponderExcluir