Páginas

Minhas Aventuras

"After climbing a great hill, one only finds there are many more hills to climb"
Nelson Mandela

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Training Camp Caminho da Fé - Rumo Tour de los Andes

Dessa vez não tirei muitas fotos. O motivo é simples: foco.

Faltando 3 semanas para uma das provas mais especiais que provavelmente farei [falo dela AQUI], tinha muito claro na cabeça que queria aproveitar o momento para focar no treino e - principalmente - em mim

Pausas para foto, entrevistas, brincadeiras e afins não faziam parte do programa [durante o pedal - que isso fique bem claro! Depois do banho e do alongamento eu me considerava livre para atasanar o Waltinho o quanto quisesse!].

Foi assim que fui para o Training Camp do Caminho da Fé organizado pela Adri Nascimento.

Essa foi minha primeira vez no famoso caminho. Quem pratica MTB já pelo menos ouviu falar nele. Ele é muito duro, com poucos trechos planos e com trechos de subidas BEM inclinadas. É um ótimo percurso para treino.


Freezer da Pousada

Além disso, sem dúvida é um lugar perfeito para uma peregrinação. No primeiro dia (Águas da Prata - Ouro Fino) fiquei sem palavras por vezes ao me deparar com a beleza da paisagem. Lembranças da minha peregrinação em Santiago de Compostela me bombardearam. Como foi especial, e como o Caminho da Fé também é maravilhoso!

Cruzamos com mais peregrinos do que provavelmente esperávamos. Com seus cajados, capas de chuva, sapatos apropriados e a mochilona nas costas. Aqui eles dizem "tenha fé". Em Compostela se diz "Buen Camino!".

Depois de 74km e mais de 1.500 acumulado, chegamos em Ouro Fino a tempo de um almoço gostoso. Isso é algo que é preciso ficar atento ao fazer esse percurso: os restaurantes fecham (logicamente). Quem está acostumado com cidade grande que a toda hora tem opção de onde comer pode ser surpreendido com isso.

Chegada em Ouro Fino - o Meino da Porteira
No segundo dia partimos de Ouro Fino e seguimos rumo Estiva. Dá uma olhada nesse mapinha de altimetria. Você vê algum plano aí?


Partimos para a peregrinação.
Nesse dia constatei o tamanho da beleza natural que temos tão perto de casa... é de tirar o fôlego! A mantiqueira é muito especial. Pra mim, virou uma rainha, Rainha Mantiqueira. Segundo um amigo, Mantiqueira significa montanha que chora, pois brota água do chão!

As subidas eram ardidas. E muitas delas eram combos de tops inclinados, uma sequência "quebra-perna". Vez ou outra tive dúvida se conseguiria chegar até o fim e fui surpreendida pela minha paciência de aguentar firme até acabar.

E da mesma forma que sobe, DESCE. Pra caramba! Em determinado momento precisei aliviar os freios para dar tempo de esfriarem. Importantíssimo ficar à direita nas descidas pois a todo momento carros aparecem do nada no sentido oposto (eles adoram aparecer bem na curva!). 

Nesse segundo dia foram 72km com 2.000mts acumulados. Deu pra dar uma "empenada". rsrsrs Nesse dia todo mundo se apaixonou pelo meu rolo de massagem, o rolo é santo!

Enquanto aguardávamos ansiosamente o início do jantar na pousada (perdemos o almoço) resolvemos preparar as bikes dos amigos para o dia seguinte...

Bike do Waltinho
No terceiro dia tínhamos como missão seguir pelo Caminho da Fé até Paraisópolis e lá juntar toda turma, pois sairíamos do caminho de peregrinação rumo São Bento Sapucaí, onde o ônibus nos aguardava para voltarmos pra SP.

Esse dia foi mais tranquilo, a altimetria colaborou e o clima também. Nublado - melhor impossível.

Ladies
Abastecendo!
Na praça de Paraisópolis
Igreja Matriz de Paraisópolis
Pedalaaaaando
Minha aventura só terminou mesmo quando cheguei em casa no domingo e consegui re-montar minha bike sozinha! Não que eu não soubesse, já tinha feito a operação monta-desmonta algumas vezes, mas a roda de traz sempre era um desafio, e sempre tinha alguém ali pra me ajudar. Só para tirar a roda na hora de guardar no mala bike tinha gasto uns 30 min fácil! hehe Aí na hora de montar bati meu PR! Em 5 minutinhos já tinha vencido meu desafio! Weeeeeeee


Então é isso pessoal. Hoje estamos há exatas 2 semanas de embarcar pra Patagônia. Me sinto preparada  para a prova, e sei que nem posso imaginar o que me aguarda, pois minha dedicação anda tão intensa que tenho me surpreendido comigo mesma.

São tantos detalhes para ver em relação à logística que ainda não tive tempo de sentir a ansiedade pegar, mas tenho certeza que o frio na barriga vai aparecer mais cedo ou mais tarde!

LEGIONÁRIAS ADRI NASCIMENTO RUMO BARILOCHE!!!

Essa minha aventura com a Dri no Tour de los Andes é patrocinada pela Caçula de Pneus.

Também agradeço à própria Adri pela parceria, aos Mantiqueira que tem me ajudado nos treinos e aos meus apoiadores GORGEOUS, KAILASH e GU. VALEU!!!

2 comentários:

  1. Muito bom Vivi! Tb preciso aprender a colocar a roda de tras urgenteeee, rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tks Paty!!!
      Vou gravar um passo-a-passo "Tirando a roda traseira para meninas!!!"

      Excluir