Páginas

Minhas Aventuras

"After climbing a great hill, one only finds there are many more hills to climb"
Nelson Mandela

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Relato Tour de los Andes - PARTE 3 [1ª etapa]

TOUR DE LOS ANDES 2013 - 1ª ETAPA

Cerro Catedral - Camping Suizo
Sexta-feira, 15/02/2013 - 9h30 - 14°C
49km, 2h19, 753m+, 984m-, avarage heart rate 164 bpm

Saco plástico no pé, por fora da meia e por dentro do pernito. Hace frio!
Há exatos 30 segundos da largada do Tour de los Andes 2013 resolvi tirar meu corta-vento, uma boa escolha considerando que os primeiros 5 kilômetros de prova eram de escalada (quero dizer, trepada - no mais correto espanhol) em uma via de esqui do Cerro Catedral.

Legionárias
Marilia, Cris e Dani
Avistamos algumas concorrentes e isso era importante apenas para saber onde estavam, pois o foco tinha que estar em nós, na nossa estratégia e em como estávamos nos sentindo.


Contagem regressiva e lá fomos nós, no pelotão da frente. Em menos de 500mts começamos a subir e a Dri impôs um ritmo agressivo. Ali não era possível pensar em mais nada a não ser controlar a respiração, manter a cadência e transformar a ardência das pernas em energia positiva.

O solo era traiçoeiro algumas vezes, com trechos de areião e pedra solta.

O fim da escalada foi marcado por um topzinho estreito. Minha caçulice manteve meu olhar para o chão e para a Dri, o que não permitiu antecipar algum movimento que favorecesse minha passagem por aquele ponto. O cara da minha frente caiu e eu tive que reduzir. Perdi o equilíbrio e tive que correr o restinho do trecho. Perdemos tempo - essas coisas fazem diferença numa prova. Subi na vassoura e soltei o freio, bora pra baixo.

Era um switchback em estrada, terreno similar à escalada. Minha ansiedade me levou ao extremo de duas curvas seguidas. Sem perder o controle (nivel mínimo de maturidade exigida para a situação!) consegui corrigir e a Dri me deu os toques necessários. E esse erro nunca mais foi repetido. 45 minutos de prova: 2 lições computadas.

A segunda parte da prova foi replata de presentes: singles recém construidos em falsos planos, diversão pura!


Entre um single e outro, estradas e pelotões.

Ganhamos algumas posições (tanto na descida quanto nos singles) e sempre que necessário a Dri ia na minha frente dando uma aula particular de pilotagem. Sem contar a beleza de assistir de camarote a destreza da nossa mestra.


Vimos algumas coisas engraçadas, como uma poça gigante com uma opção de caminho "livre" pela esquerda - bastava olhar procurando alternativas. Mesmo assim encontramos corredores e bikes nadando na poça... (há 1 ano atrás eu estaria dentro da poça certeza!rsrs).

Próximo do final da prova comprei meu primeiro e único terreninho da Patagônia. Conforme expliquei a um amigo que tentou tirar uma onda (por eu ser detentora oficial do título "Rainha do Capote 2012" e ser forte concorrente para sua defesa em 2013), se trata de uma kitnet simples no qual só cabe uma "caçulice" portanto ninguém poderá usufruir! rs
Foi um escorregão na trilha, olhei pra frente demais e esqueci de fazer a curva, a roda da frente bateu num toco e quando consegui pensar em uma reação, já estava no chão. Chacoalhei e subi na vassoura novamente.

Passamos por um trecho de estrada saindo da trilha cheio de torcedores, familiares e locais acompanhando a nossa passagem, que foi vibrada de uma maneira muito forte, algo que nunca vivi antes (só um parêntesis: adoro meu nome... tantos trocadilhos...)! 

Tanta gente torcendo por mim, por nós!! De arrepiar... a alma sorri, a saúde agradece.

Percebemos que éramos as primeiras mulheres a passar por ali.

Mais uma trilha e em uma curva a grande surpresa: o pórtico!

CHEGAMOS!!!

Um milagre... isso realmente está acontecendo comigo? Estou em uma prova de mountain bike na patagônia argentina correndo em dupla com a Dri? Chegamos? Ganhamos? Nos saimos bem?

Caramba....

Tarde da noite nosso desempenho foi confirmado, o resultado oficial foi publicado no site: Legionárias Adri Nascimento 1ª colocação damas, 1as mulheres a cruzarem a linha de chegada, 8º lugar das duplas masculinas. Uau...

Nenhum comentário:

Postar um comentário