Páginas

Minhas Aventuras

"After climbing a great hill, one only finds there are many more hills to climb"
Nelson Mandela

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Relato Tour de los Andes [Parte 5] - 3ª Etapa

TOUR DE LOS ANDES 2013 - 3ª ETAPA
Dos Valles - Cerro Catedral
Domingo, 17/02/2013 - 9h00 - 2°C com vento e chuvisco, frio do caramba!!!
83km, 4h15, 1.00m+, 9000m-, avarage heart rate 157 bpm

Uma etapa plana, de estradão e costelinhas, pedras, poças, estradão, "cow ribs", pedras, poças, eventualmente uma ponte, um topzinho, estradão, costelinhas de vaca, pedriscos, estradão..........


A prova começou com um trecho de asfalto e nós protegidas no pelotão, pedalando forte para ficar ali. Sabíamos que aquele era o nosso pelotão por reconhecer os rostos: eram os mesmos meninos que pedalavam ao nosso lado a todo momento durante a prova.

Vimos que logo vinha a entrada de um single e de pouco adiantou sair e tentar entrar na frente, os pelotões entravam em blocos, deixando o circuito travado e devagar. Tudo bem...

Esse single levou até um double track por onde seguimos por mais alguns kilometros. Tivemos que pular cercas, acho que foram 3. Quando chegamos na primeira ficamos meio atrapalhadas, tentando entender o que estava acontecendo. Mas nas outras 2, já atentas, encontramos uma maneira eficiente de pular e passar as bikes. Rapidin.

Nesse trecho a hermana solo da elite estava com a gente e não fizemos esforço para seguir com ela. Logo, a Marilia - Brazuca - nos passou e ficamos na torcida para que ela chegasse na Argentina. 

Eu e a Dri tínhamos um objetivo nessa prova e ele não incluia sair do nosso ritmo, por isso nem passou pela nossa cabeça perseguir as meninas.

Chegamos no tal do estradão. Nem 5 minutos nele e eu já estava procurando a entrada do próximo single track. Oo... não tem próximo single track...

Era esse estradão por mais uns belos 40, 50 ou mais kilometros.

O primeiro pelotãozinho que se formou não deu pra gente. Seguimos revezando, as duas.

Muito tempo depois uma turma chegou na gente, e ficamos com eles - por muitas vezes nós com a cara no vento.

Foram nossos companheiros por vários kms, até que quem estava puxando cansou e ninguém foi pra frente. Aproveitamos pra comer e ver o que acontecia.... cri-cri.... nada. A teacher me chamou de lado e partimos numa não-fuga sem a menor ameaça de perseguição!

Seguimos revezando.
Tinha vento de tudo quanto é lado.
Ah, e o dia estava maravilhoso. Para quem estava agasalhado.
A chuva foi pro lado oposto e o sol era de rachar (de frio).
Tínhamos que ficar espertas com o guidão, qualquer rajada de vento podia jogar a bike se não estivessemos segurando firme.

Estávamos próximas do fim do pesadelo do estradão quando avistamos um apoio e a entrada para um single track. A Dri olhou pra traz e viu aquele pelotão vindo. Caçulete, fica espera que o pelotão tá chegando. 

OKAY! Ligamos o turbo!!!

O single foi uma maravilha! Tirando as partes em que tínhamos que desclipar, subir um barranco de areião ou coisa assim, foi sucesso. Digo isso porque meus pés estavam congelados e parecia que eu pedalava com os meus joelhos. Nas horas de clipar no pedal tinha grandes dificuldades!

Ganhamos várias posições nesse single. A parte técnica (além das subidas e descidas) eram uma grande vantagem que tínhamos em relação a maioria.

Aquele pelotão se desfez e aos poucos reconhecemos alguns rostos (ou bikes) que foram chegando na gente, próximos à última e única subida da etapa, logo no final. (Acho que na trepada passamos todos eles de volta, hehehe).

Mas estávamos esgotadas. O percurso plano de estradão desgraçado, o frio de rachar, pés congelados (como dói!) e o organismo pedindo mais alimento. Escalei (trepei hehehehe) comendo para ver se passava a sensação ruim (ela só passou mesmo no quentinho do nosso quarto - santo hotel!). A Dri impôs um ritmo forte, acompanhei. (mesmo assim não sentimos calor).

E..... quando avistamos o pórtico e tudo que nos separava dele era uma reta....... tcharammmmmm uma voltinha pela montanha de Cerro Catedral!!!! Um último topzinho e uma ultima descidinhaaaaa que delicia!!! rsrsrs Mas a gente gosta de sofrer, quanto pior melhor e a etapa estava se superando nesse quesito!

Descida com direito a obstáculo perigoso no meio: na diagonal, uma vala seguida de lomada - não quis nem saber, fui com td e consegui pular!! weheeeeee

E chegamos! Concluímos!! Atingimos nosso objetivo! E vencemos!!!!!!

Emocionante... muito mais do que vencer, crescer!
Cruzar o pórtico de chegada foi como atravessar um portal para uma nova fase, foi a conclusão de um processo, um novo começo...
Foi isso, em parceria com uma das - se não a - pessoa mais iluminada que eu conheço.
Obrigada Dri por tudo, mais uma vez te agradeço pela oportunidade de ser sua aluna, conviver com você e ter sido sua parceira. Obrigada!!!


Agradeço também ao nosso patrocinador nessa empreitada, a rede de lojas Caçula de Pneus.

E aos meus apoiadores Kailash (bermuda de ciclismo testada e aprovadíssima), GU (sachês de Gu Brew e GU2O são meus melhores amigos) e Gorgeous Eventos: VALEU!!!


E um "gracias" muito especial à equipe do Club de Corredores, pela atenção e cuidado com a gente. Obrigada Valentina!

A Tour de los Andes foi uma experiência inesquecível pra mim por motivos pessoais, mas o cenário, o percurso escolhido e preparado com muito carinho, o clima do evento, a festividade e as pessoas que celebram essa prova foram também responsáveis pelo sucesso e qualidade desse meu desafio.

Recomendo a prova a todos que buscam um desafio fora de SP, mas ao mesmo tempo perto de casa; duro mas ao mesmo tempo cheio de recompensas, sério mas leve!

E para quem curte o perrengue de estar submetido ao clima "patagônico" bi-polar: fique nas barracas! rs. Se você prefere mais conforto e um belo bife amilasena, sugiro se hospedar em Cerro Catedral e almoçar e jantar todos os dias no restaurante do hotel Knapp.

É uma prova ideal para levar a família e aproveitar para passear depois.


Dri, aguardando a premiação com um amigo!


Time Brasil! Marilia, Dani, Cris, Dri e eu

Obrigada por me acompanhar,  ler meus relatos, comentar e mandar boas energias. Talvez você não saiba, mas me acompanha em cada desafio. :-) Até a próxima!!!

Vídeo da etapa!


Nenhum comentário:

Postar um comentário