Páginas

Minhas Aventuras

"After climbing a great hill, one only finds there are many more hills to climb"
Nelson Mandela

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Atleta Amador

Mesmo sem experiência

As características e condições da rotina de um atleta amador talvez seja menos saudável do que as outras possíveis formas de estar no esporte. Além das dificuldades de conciliar treino, competição, trabalho e vida social, nem sempre é possível fazer o melhor para cuidar do corpo da forma adequada.

O atleta amador nem sempre tem tempo para se alimentar corretamente, dormir suficientemente e estar com a cabeça 100% focada durante no treino ou em uma competição.  Ele tem que conviver com o stress de uma agenda atribulada e de imprevistos que o distancia do treino (o que só faz piorar o stress). Precisa lidar com as pessoas ao seu redor que não entendem sua disciplina e comprometimento com algo que não lhe traz retorno financeiro, apenas gastos. Para o atleta amador, cada minuto a mais de sono conta a favor.

Há quem diz que as rugas no rosto de um atleta amador aparece mais cedo. Mas, considerando o quanto se sente realizado e satisfeito quando está treinando, acredito que ele permanece jovem e mais feliz.

Atleta amador é amigo de atleta amador. É um grande bando de amadores que falam dos profissionais, comentam sobre o esporte, buscam novas informações e sonham em ter um trabalho que seja diretamente vinculado à sua paixão. Além disso, planejam carinhosamente seus calendários para que seja possível realizar todos os seus desejos e ainda manter o casamento, as amizades, o laço familiar e o emprego!

O atleta amador competitivo não precisa obter resultados para ninguém além dele mesmo, não deve satisfações pra ninguém e escolhe as competições que quer participar. "Até onde posso chegar?" é o que move sua vontade de evoluir. O atleta amador que gosta do seu trabalho é um cara duplamente feliz!. 

Em contra partida, dificilmente ele terá a oportunidade de desenvolver todo seu potencial no esporte, esse é o preço que acaba pagando. Mas quando aparece um bom resultado, haja motivos pra comemorar!

De repente "Atleta Amador" deveria ser uma profissão... não?
- "Oi, o que você faz?"
- "Olá, sou atleta amador. E você?"

E aí seria automaticamente entendido que você é um retardado que acorda de madrugada, treina no escuro e não descansa no fim de semana (ao contrário). Seria também subentendido que você trabalha duro para poder treinar, viajar, ser mais retardado... e feliz.

Que tal? Essa ideia resolve o problema do atleta amador ter que explicar tudo o que faz, ou de inventar uma resposta mais fácil quando rola uma preguiça.

- Pessoa: "Oi, o que você faz?"
- Atleta amador preguiçoso: "Oi, é... eu é.. acabei de sair da cadeia!!!" (isso meio que cala a boca de qualquer um hahaha na verdade falei isso uma vez..)

Oi, me chamo Viviane, devo ter caído de cabeça quando ainda era bebê e hoje sou uma louca atleta amadora. Meu cortisol é alto, mas, sou muito feliz. Muito prazer!

:)

Nenhum comentário:

Postar um comentário