Páginas

Minhas Aventuras

"After climbing a great hill, one only finds there are many more hills to climb"
Nelson Mandela

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Vivi Aventuras em NYC

Apesar de todas as possíveis referências sobre Nova Iorque (amigos que visitaram, filmes, notícias e etc), meu repertório de conhecimento sobre o local era 100% baseado no seriado Sex and the City e em um outro filme famoso tipo: O Diabo Veste Prada.

Já tinha ouvido falar de Manhattan, mas só fui entender que NYC é uma ilha que se chama Manhattan, quando peguei o BIKE MAP (mapa com todas as rotas de bike, ciclovias e afins) para analisar. Também já tinha ouvido falar do Brooklyn, e chegando lá fui entender que é um bairro fora da cidade - como eles chamam Manhattan, assim como o Queens, entre outros.

Comecei a conectar então todos aqueles famosos "nomes" dos noticiários, filmes, revistas de fofoca e, principalmente, do Sex and the City: A famosa 5ª avenida, o Central Park, o Rockefeller Center (rink de patinação no inverno), o World Trade Center, o Empire State Building, a ponte do Brooklyn e por aí vai.

Uma coisa legal de NY, é que é muito fácil se virar por lá: todas as avenidas correm na vertical e são numeradas em sentido crescente de leste (direita) para oeste (esquerda) e todas as ruas também são numeradas e correm na horizontal de baixo - sul pra cima - norte. O Empire Sptate Building, por exemplo, fica na 5ª Avenida entre as ruas 33 e 34. Capiche?

Esse prédio altão pontudo é o Empire State Building
Quanto ao transporte público, o sistema de trem possui varias linhas que são separadas por cores (azul, amarela, vermelha, cinza, etc). Cada linha tem alguns trens, alguns "locais" e outros "expressos". O expresso é como se você pegasse a marginal pinheiros em São Paulo na via expressa: só é possível sair dela em alguns pontos específicos. Já a linha local é como a pista local da Marginal: tem várias saídas. Logo, o trem expresso é mais rápido que um trem local. Uma vez que você percebe a sacada do trem (qual é o melhor para cada situação) sua viagem está garantida! A dica é baixar o aplicativo do Google Maps no celular, pois ele te fala direitinho as opções de linha/trem e quanto tempo vai demorar para chegar nos lugares.

O valor de cada viagem única de trem é U$2,75 e outra boa dica é comprar um passe semanal chamado Metrocard, quanto mais comprar, mais barato sai a viagem única.

Mas não pense que foi fácil pra mim aprender a me virar nos trens! Ate porque não lembro de ver a Carrie (Sex and the City) andando de trem!! Me perdi muito e perdi muito tempo entrando em trem errado e indo pro lado oposto do que deveria ir. Rs, foi um teste de paciência e meditação!

Agora que estou de volta na terra Tupiniquim que sinto falta verdadeira de um sistema de transporte público efetivo, funcional e acessível, que realmente atenda a todos. Percebo o quanto nossa educação é individualista e separatista.

Nova Iorque não possui obesos, lá todos caminham, andam, se esforçam pelo que precisam e desejam. Eles se mechem, e sabem que cuidar da saúde é importante para continuar vivendo na cidade. Aqui a situação é decadente, conforme aumenta o nível social, aumenta o investimento em conforto, o que significa um, dois, três carros na garagem.

E pra quem acha que em NYC, um dos destinos mais refinados para os brasileiros, não há lugar para bikes, está completamente enganado. A cidade foi a primeira nos EUA a ter uma ciclovia (1894) e é repleta de ciclistas de todos os estilos.
Ao pedalar por lá, me lembrei das críticas da população à ciclovia de Moema quando foi implantada há 2 anos. Achavam um absurdo ter uma ciclovia entre o espaço de parar o carro e a calçada, como se isso não fosse chique! (Juro que alguns comércios fizeram essa reclamação, pois suas clientes são de classe alta). E adivinhem só! Lá em Nova Iorque é assim!

Resumindo tudo, tá na hora de abrirmos os olhos, enxergarmos o mundo, olhar além de nossas barriguinhas, sairmos da zona de comporto e andar pra frente. Basta cada um fazer a sua parte!

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário