Páginas

Minhas Aventuras

"After climbing a great hill, one only finds there are many more hills to climb"
Nelson Mandela

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

O passo a passo para começar no MTB - só que ao contrário!

Diferente da maioria dos Italianos, Franceses, Holandeses, dos Canadenses de Wistler ou dos Americanos do Colorado, nós, Brazucas, por cultura, não temos tanta familiaridade com a bicicleta.

Quando crianças, aprendemos a pedalar sem rodinhas e temos pelo menos uma cicatriz de um tombo, seja na memória ou no corpo.

Mas hoje, adultos, a maioria de nós vê a bike mais como um brinquedo do que como a ferramenta completa que é, de transporte, lazer e esporte. 

Uma das consequências dessa relação que nossa cultura tem com a bicicleta é que, quem tem interesse em iniciar-se no esporte, precisa de um certo esforço para isso.

Motivo: tanto a falta de divulgação (a mídia de massa dá o mínimo de destaque possível ao ciclismo) quanto pela falta de espaços específicos e dedicados para treinos e lazer (falta de apoio do Estado - e aí esse é um problema geral do país).

Quando descobri, através de revistas específicas, que existia o esporte de aventura, fiquei louca para começar a praticá-lo. Mas... por onde eu começo? Eu não conhecia ninguém do meio...

Meu caminho foi tortuoso - e talvez você, leitor, se identifique:

eu procurei uma assessoria esportiva - por não saber que tinha uma assessoria específica de corrida de aventura, entrei em uma mais focada em triathlon.

2º foquei nos treinos de corrida e comecei o processo de comprar uma bike com ajuda dos professores da assessoria (até aí eu não sabia a diferença entre uma mtb e uma speed).

bike comprada. E agora? Comecei a usá-la para tudo que fosse possível na minha rotina. Ia pro treino de corrida de bike, fui conhecer a ciclovia, a ciclofaixa e também a USP. Com isso fui aprendendo detalhes sobre o esporte, como o pedal de clip, o uso de sapatilha e etc.

um certo dia chegou minha hora: uma equipe de corrida de aventura precisou substituir uma mulher para uma prova, e me chamaram. Aceitei sem nem pensar e lá fui eu, para minha primeira corrida off road.

a equipe gostou de mim e me chamaram para mais corridas ao longo do ano - agora eu tinha com quem treinar, sempre com foco nas provas de aventura.

Quanto mais eu caia de bike, mais eu queria aprender a pilotar. Fui atrás disso, fiz todas as Clínicas do Ravelli e me inscrevi em todas as provas, na categoria dupla - garantia parceria para treinar, além da própria prova que era um grande evento, oportunidade de conhecer mais gente.

Comecei a treinar com uma assessoria específica de ciclismo (Adriana Nascimento) e, em 2013 tomei coragem/liberdade de começar a competir solo - aqui eu ganhei colegas de treino iguais a mim, e não precisava mais fazer tanto esforço para ter companhia, descobrir onde pedalar, e etc.

E, em lugar, onde me encontro hoje: pedalar é o foco, a competição é apenas uma ferramenta dentro do esporte.

Não preciso mais de eventos para ter cia de pedal, conhecer uma nova trilha, treinar... Já sei pra onde ir, o que fazer, como me virar... a bike já virou um estilo de vida, e não algo que me requer tanto esforço.

Mas não quero parar por aqui. Não consigo guardar apenas para mim mesma coisas tão boas, como é andar de bicicleta e viver um processo como esse.

Então em lugar, eu quero ajudar quem quer chegar até o 8º desta lista. Colaborar de todas as formas que me forem possíveis para divulgar o esporte e atrair principalmente mais mulheres.

O ciclismo é um dos esportes mais lindos do mundo. E um dos mais incríveis que uma mulher pode praticar. As sensações de liberdade e poder são indescritíveis...

É uma pena que aqui no Brasil, para muitas pessoas, as coisas funcionem do jeito contrário, pela competição em vez de pelo lazer.

Espero aqui poder colaborar um pouco para mudar a mão dessa "trilha", e que cada vez mais pessoas consigam iniciar na bike com mais facilidade do que empecilhos. 

Um comentário:

  1. Vivi. Quando vc comecou vc so corria e andava de bike? Nao fazia musculação ou treinamento funcional etc? E hj? Como é sua rtina de treinos hj? Alguma dica de uma MTB para iniciantes. Abracos

    ResponderExcluir